As livrarias brasileiras receberão um par de livros que, a depender da disposição dos autores, podem oferecer “de tudo” e outras obscenidades.

Um deles será escrito por magistrado. Outro, por “chefe de quadrilha”. Ao fundo, o som de um CD com a coletânea musical de um personagem do barulho.

Anúncios