Foto: Getty Images Ampliar

O secretário geral da Fifa rebateu as declarações do ministro Aldo Rebelo

Vetado pelo governo brasileiro como interocutor nos assuntos da Copa do Mundo de 2014, o secretário geral da Fifa, Jerome Valcke, classificou a atitude como ‘infantil’. A declaração do dirigente é uma resposta à entrevista concedida pelo ministro do esporte, Aldo Rebelo, na qual diz que não aceitará mais dialogar com o secretário devido às críticas feitas por ele ao Brasil.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

“Se o resultado (de minhas declarações) é que não querem mais falar comigo, se não sou a pessoa com quem querem trabalhar, então é um pouco infantil. Vou viajar ao Brasil no dia 12 de março”, declarou o dirigente da Fifa, em entrevista a AFP.

Valcke recebeu as críticas do governo brasileiro após dizer, nesta sexta-feira, que o país precisa de “um pontapé na bunda” para acelerar o andamento das obras para a Copa do Mundo de 2014.

Confira ainda: Valcke pede que Brasil ‘ponha casa em ordem’ por Copa

O deputado federal Romário também não gostou das recentes declarações do secretário geral da Fifa. O ex-jogador da seleção brasileira chamou Valcke de “mal-educado”, apesar de dizer que concorda com as críticas do dirigente ao atraso nas obras do país para a Copa.

Anúncios