O senador José Pimentel (PT-CE), autor do requerimento de homenagem, classificou o ex-parlamentar como “um dos construtores do Ceará” e salientou a preocupação social que o levou à vida política, além de sua participação ativa na criação da Faculdade de Medicina de Fortaleza, do Instituto dos Cegos do Ceará e do Instituto do Câncer do Ceará.
– Em sua virtuosa vida pública, ofereceu o testemunho inconteste e cotidiano de suas convicções acerca da arte da política. A política humanizada, que parte do ser humano e que a ele retoma como forma de mitigar as imponderáveis adversidades da existência, marcou a atuação pública desse cidadão. Um verdadeiro humanista, a um só tempo austero, firme e sensível. Um homem de seu século, capaz de prospectar e antecipar o futuro – afirmou José Pimentel.
José Pimentel ainda lembrou da atuação de José Waldemar Alcântara e
Silva no Senado, onde denunciou as condições sanitárias do país e defendeu a medicina preventiva. Na avaliação de Pimentel, a esperança do político no progresso do Nordeste ressoa na atualidade, quando a região tem recebido “atenção especial do governo federal, de uma forma inédita na nossa República”.
– Acredito que, esteja onde estiver, certamente está feliz, pois o seu sonho de Nordeste como uma região forte e produtiva veio, ao longo dos últimos anos, se concretizando – disse o senador.
O ex-senador e ex-governador do Ceará Lúcio Alcântara, filho do homenageado, apresentou dados biográficos de seu pai, dizendo que sua vida foi marcada por “duas devoções: a medicina e a política”.
– Aplicado em tudo que fazia, costumava estudar os assuntos em profundidade para proferir discursos e pareceres com pleno domínio da matéria – disse Lúcio Alcântara, atribuindo grande parte do sucesso de seu pai “à sua desambição, ao espírito conciliador, despreocupado de formar grupos ou facções intrapartidárias”.
Entre as propostas defendidas por José Waldemar Alcântara e Silva no Senado, ele lembrou a da descriminalização da maconha, que teria surpreendido aqueles que só conheciam o perfil liberal-conservador do parlamentar, e “antecipou de anos uma discussão que hoje continua atual e inconclusa”.
Fonte: Agência Senado

Anúncios