JOÃO ALMINO

BIOGRAFIA

 

Escritor e diplomata, João Almino nasceu em Mossoró, no Rio Grande do Norte, em 1950. Autor do Quinteto de Brasília, composto pelos romances Idéias para Onde Passar o Fim do Mundo (indicado para o Prêmio Jabuti, ganhador de Prêmio do Instituto Nacional do Livro e do Prêmio Candango de Literatura), Samba-Enredo, As Cinco Estações do Amor (Prêmio Casa de las Américas 2003), O Livro das Emoções (Record, 2008; finalista do 7º Prêmio Portugal Telecom de Literatura 2009 e finalista do 6º Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura 2009) e Cidade Livre (Record, 2010; Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura 2011 de melhor romance publicado em língua portuguesa nos dois últimos anos; finalista do Jabuti e do Prêmio Portugal Telecom de Literatura 2011), seus escritos de história e filosofia política são referência para os estudiosos do autoritarismo e a democracia. Entre estes, incluem-se os livros Os Democratas Autoritários (1980), A Idade do Presente (1985), Era uma Vez uma Constituinte (1985) e O Segredo e a Informação (1986). É também autor de Naturezas Mortas – A Filosofia Política do Ecologismo (2004), de Brasil-EUA: Balanço Poético (1996), Escrita em contraponto (2008) e O diabrete angélico e o pavão: Enredo e amor possíveis em Brás Cubas (2009). Doutorou-se em Paris, orientado pelo filósofo Claude Lefort. Ensinou na UNAM (México), UnB, Instituto Rio Branco, Berkeley, Stanford e Universidade de Chicago.

OBRAS DO AUTOR:

FICÇÃO:

  • Idéias para Onde Passar o Fim do Mundo, 1987.
  • Samba-Enredo, 1994.
  • As Cinco Estações do Amor, 2001.
  • O Livro das Emoções, 2008.
  • Cidade Livre, 2010.

NÃO-FICÇÃO:

  • Os Democratas Autoritários, 1980.
  • A Idade do Presente, 1985.
  • Era uma Vez uma Constituinte, 1985.
  • O Segredo e a Informação, 1986.
  • Brasil/EUA, Balanço Poético, 1997.
  • Literatura Brasileira e Portuguesa Ano 2000 (org. com Arnaldo Saraiva), 2000.
  • Rio Branco, a América do Sul e Modernização do Brasil (org. com Carlos Henrique Cardim), 2002.
  • Naturezas Mortas – A Filosofia Política do Ecologismo, 2004.
  • Escrita em Contraponto – Ensaios Literários, 2008.
  • O diabrete angélico e o pavão: Enredo e amor possíveis em Brás Cubas, 2009.
Anúncios