128 municípios cearenses receberão médicos do novo programa do governo federal

notícia 1 comentários

Foto: Bruno de Castro/ O POVO

Secretário da Educação Superior do MEC, Paulo Speller (à esquerda), e o o ministro da Saúde, Alexandre Padilha (à direita)
Compartilhar

128 municípios do Ceará receberão médicos que atuarão na atenção básica da rede pública de saúde, anunciou em coletiva na manhã desta terça-feira, 9, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. A medida faz parte do programa “Mais Médicos” do governo federal, que tem o objetivo de aumentar o número de médicos em periferias de grandes cidades, municípios de interior e no Norte e Nordeste do país.

Ao todo, serão beneficiados com o programa em todo Brasil, 1.557 municípios, sendo 1.042 no Nordeste. Segundo Alexandre Padilha, esses municípios são, inicialmente, prioridades do programa. No entanto, qualquer cidade pode se inscrever.

Diante das críticas feitas por entidades médicas, Alexandre Padilha afirmou que falta mais conhecimento do Programa Mais Médico por parte dos profissionais da saúde. Em protesto às medidas do programa, o Sindicato dos Médicos do Ceará anunciou, nesta terça-feira, 9, uma possível paralisação nacional da classe médica.

“Estamos muito seguros do ponto de vista jurídico quanto ao texto da Medida Provisória (que cria o Programa). Acho que as entidades médicas poderiam ler (o texto da MP) e fazerem uma avaliação antes de qualquer menção de contestação. Eu acho que criticam porque não leram o texto”, disse Padilha.

Outra medida do programa é que os alunos que ingressarem nos cursos de Medicina a partir de 2015 terão de atuar dois anos no Sistema Único de Saúde (SUS) para receber o diploma.

“Estamos fazendo um processo de mudança na formação do médico brasileiro. E isso não tem nada a ver com serviço social obrigatório. É para melhorar a formação que propomos esses dois anos de atuação na atenção básica e na urgência e emergência (para os estudantes que ingressarem a partir de 2015)”, disse o ministro.

Ele reafirmou que a prioridade do governo é preencher as vagas com profissionais brasileiros. “Estamos deixando claro que o programa não vai tirar vagas de médicos brasileiros, pelo contrário, vai gerar mais empregos para esses profissionais. Com os investimentos de mais de R$ 7 bilhões em infraestrutura que já estão em andamento, e mais de R$ 5 bilhões previstos, serão abertos 35 mil postos de emprego nessa área no Brasil”, afirmou.

Padilha acrescentou que, ao avançar no tema, o governo está “enfrentando tabus”, como a ideia de que sobram médicos no Brasil e que o problema é a distribuição. “Estamos mostrando, com dados concretos, que faltam médicos no Brasil, não só na comparação com países europeus, mas com países aqui do lado, como a Argentina e o Uruguai”, disse, enfatizando que países desenvolvidos que implantaram programas semelhantes também enfrentaram resistência em um primeiro momento.

Dados do ministério apontam que há no Brasil 1,8 médico por mil habitantes, enquanto na Argentina a proporção é 3,2; no Uruguai, 3,7; em Portugal, 3,9; e no Reino Unido, 2,7.

“Vamos continuar dialogando [com os profissionais], montamos um grupo de trabalho com entidades médicas, mas a questão é que faltam médicos no Brasil e a culpa não é dos médicos brasileiros. Mas o único interesse que temos que observar são as necessidades de saúde da população”, acrescentou.

Os 128 municípios cearenses que receberão profissionais médicos pelo programa Mais Médicos, do Governo Federal:

Abaiara
Acaraú
Acopiara
Alcântaras
Altaneira
Alto Santo
Amontada
Antonina do Norte
Araripe
Arneiroz
Assaré
Aurora
Baixio
Banabuiú
Barreira
Barro
Barroquinha
Beberibe
Bela Cruz
Boa Viagem
Camocim
Campos Sales
Canindé
Capistrano
Caridade
Cariré
Caririaçu
Cariús
Carnaubal
Cascavel
Catarina
Caucaia
Cedro
Chaval
Choró
Chorozinho
Coreaú
Crateús
Crato
Croatá
Cruz
Ererê
Fortaleza
Frecheirinha
General Sampaio
Granja
Guaiúba
Guaraciaba do Norte
Hidrolândia
Ibaretama
Ibiapina
Icó
Iguatu
Independência
Ipaporanga
Ipaumirim
Ipu
Ipueiras
Iracema
Irauçuba
Itapagé
Itapiúna
Itarema
Itatira
Jaguaretama
Jardim
Jati
Juazeiro do Norte
Jucás
Lavras da Mangabeira
Madalena
Marco
Martinópole
Massapê
Mauriti
Milagres
Miraíma
Mombaça
Monsenhor Tabosa
Morada Nova
Moraújo
Morrinhos
Mucambo
Mulungu
Nova Russas
Novo Oriente
Ocara
Orós
Pacajús
Palmácia
Paraipaba
Parambu
Paramoti
Pedra Branca
Penaforte
Pentecoste
Pereiro
Piquet Carneiro
Pires Ferreira
Porteiras
Potengu
Quixadá
Quixelô
Quixeramobim
Redenção
Reriutaba
Saboeiro
Salitre
Santa Quitéria
Santana do Acaraú
Santana do Cariri
São Benedito
São Luís do Curu
Senador Pompeu
Senador Sá
Solonópole
Tamboril
Tarrafas
Tauá
Tejuçuoca
Trairi
Tururu
Umari
Uruburetama
Uruoca
Varjota
Várzea Alegre
Viçosa do Ceará

Redação O POVO Online com informações do repórter enviado a Brasília, Bruno de Castro, e Agência Brasil

Anúncios