Aécio responde a Lula e diz que ‘povo mineiro não é bobo’, pois sabe quem investiu no estado

  • Ex-presidente afirmou que gastos sociais dos tucanos foram feitos com verbas do governo federal

EZEQUIEL FAGUNDES (EMAIL)

Publicado: 14/02/14 – 21h18

 

Atualizado: 14/02/14 – 21h28
Aécio durante evento em Belo Horizonte Foto: Divulgação

Aécio durante evento em Belo Horizonte Divulgação

BELO HORIZONTE – Com a presença na capital mineira do ex-presidente Lula — que na véspera declarara que os investimentos sociais dos tucanos em Minas foram feitos com recursos do governo federal —, o senador e presidenciável do PSDB, Aécio Neves, disse em entrevista que “o povo mineiro não é bobo”.

— Podem até querer fazer mineiro de bobo, mas o mineiro não é bobo. O mineiro sabe que os avanços mais relevantes que tivemos ao longo destes anos se deveram ao esforço do estado — afirmou.

— Eu vi uma entrevista em que se usou a expressão “todo dinheiro era quase do governo federal”, como se fosse quase um gesto de bondade do governo federal fazer parcerias com os estados. Isso é uma grande bobagem: não existe dinheiro do governo federal, estadual, municipal. Existe dinheiro público, vindo dos nossos impostos, do trabalhador mineiro — acrescentou Aécio.

Pimentel é lançado

À noite, Lula participou do lançamento da candidatura do ex-ministro Fernando Pimentel ao governo de Minas, em um megaevento realizado no ginásio de uma escola em Belo Horizonte. Na segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff desembarca em Governador Valadares, no Vale do Aço, para participar da inauguração de um escola.

Ex-prefeito de BH, Pimentel é a aposta petista para quebrar a hegemonia de 12 anos do PSDB no segundo maior colégio eleitoral do país. O petista vai enfrentar o ex-ministro das Comunicações Pimenta da Veiga, que terá a campanha lançada na próxima semana em evento na capital mineira.

Ainda em entrevista, Aécio elencou uma série de promessas dos governos petistas que não saíram do papel.

— As parcerias que o governo federal deveria fazer por Minas Gerais, nas questões essenciais, não foram feitas. Infelizmente, o ex-presidente está mal informado. Programas estruturantes, como o Luz para Todos, têm mais de 70% de responsabilidade do estado. O metrô de Belo Horizonte, a BR-381, o Anel Rodoviário não foram iniciados até agora — enumerou o tucano.

Anúncios