Apoio tímido02/08/2014

“Postura de Eunício só beneficia Aécio”, dizem vereadores petistas

Para vereadores do PT, adesão tímida do peemedebista à Dilma ajuda pouco e compromete possível vinda dela ao Ceará. Apesar de declarar votar na petista, Eunício vem ignorando a candidata em discursos e grandes atos

notícia 11 comentários
 
DEIVYSON TEIXEIRA
Deodato (d), do PT, em conversa com Carlos Mesquita, do PMDB, mesmo partido de Eunício. Candidato não vem dando destaque à Dilma
 
 
Compartilhar
 

Vereadores do PT em Fortaleza reagiram ontem contra apoio discreto de Eunício Oliveira (PMDB) à candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência. Apesar de declarar votar na petista em entrevistas, o peemedebista vem ignorando a candidata em discursos e grandes atos de campanha. Para petistas da Capital, adesão tímida “ajuda pouco” e ainda compromete possível vinda da Presidente ao Ceará, o que beneficiaria apenas a candidatura de Aécio Neves (PSDB).

“Ora mais, a fala dele (Eunício) de que vota na Dilma, de que vai votar, para nós não interessa. Nós queríamos ver isso em ações, em discurso, gesto, movimento”, diz o vereador Acrísio Sena (PT). Segundo ele, opção de Eunício em se coligar com Tasso Jereissati (PSDB) simboliza que, “sob hipótese alguma”, o peemedebista assumirá defesa ativa da reeleição da petista.

“Nessa perspectiva, não temos como pensar duas vezes: lideranças nacionais do PT, como Lula e Dilma, com certeza virão ao Ceará apoiar o Camilo Santana”, diz. Na última quinta-feira, inauguração de comitê de Eunício em Fortaleza foi marcada pelo “esquecimento” da disputa a nível nacional nos discursos e materiais de campanha.

Em entrevista assim que chegou ao evento, Eunício reafirmou defesa da candidatura de Dilma. Logo depois, no entanto, discursou por quase vinte minutos sem mencionar a petista ou Aécio Neves. Na segunda-feira, outro evento do peemedebista foi marcado por alusões ao candidato tucano e nenhuma à Dilma.

Apoio ativo

A crítica de Acrísio é estendida inclusive por parlamentares que não integram corrente dele no PT do Estado. Nesse sentido, petistas mais próximos de Luizianne Lins (PT), que já chegou a cogitar apoio a Eunício, também criticam postura do peemedebista na campanha deste ano.

“Esse apoio velado privilegia o Aécio, é óbvio. O PMDB tem muita coisa a perder com a perda da Dilma e o Eunício precisa se lembrar disso”, diz Ronivaldo Maia (PT), que atribui a questão ao atual sistema político do País. Destacando necessidade de se “considerar histórico de aliado” do peemedebista, Guilherme Sampaio (PT) também diz que a “posição pouco afirmativa de Eunício com Dilma” fragiliza sua posição como aliado.

O POVO tentou entrar em contato com Eunício Oliveira durante a tarde e a noite de ontem, mas não obteve resposta. Segundo a assessoria dele, no momento dos contatos o candidato se encontrava em trânsito entre municípios do interior do Estado.